Saúde

Acne da mulher adulta

De acordo com a Academia Americana de Dermatologia, 54% das mulheres acima de 25 anos têm a doença. No Brasil, embora não haja um número preciso, um levantamento da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) apontou que a acne adulta é o motivo que mais leva pacientes dessa faixa etária aos consultórios dermatológicos. Nos últimos 20 anos, houve um aumento considerável no número de incidência de acne na mulher adulta no mundo todo. Os estudos sugerem que esse crescimento se deu devido às novas rotinas da mulher, como a dupla jornada de trabalho e o aumento do estresse, por exemplo. Esse é um desafio também para a medicina.

Quem tem acne na adolescência faz contagem regressiva para chegar à idade adulta e se ver livre dela. Enquanto isso, as pessoas que conseguem passar pelas duas primeiras décadas de vida sem esta doença de pele e seus típicos cravos, espinhas e lesões respiram aliviadas. Mas o organismo é complexo e cheio de surpresas: em muitos casos, o tempo passa e a acne permanece; em outros, ela surge tardiamente. Se essa persistência ou esse aparecimento estiver ativo dos 25 anos de idade em diante, trata-se de acne da idade adulta.
De acordo com a Academia Americana de Dermatologia, 54% das mulheres acima de 25 anos têm a doença. No Brasil, embora não haja um número preciso, um levantamento da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) apontou que a acne adulta é o motivo que mais leva pacientes dessa faixa etária aos consultórios dermatológicos.
Quando a acne adulta é uma continuidade daquela da adolescência, sua causa costuma ser hereditária. “Por genética, o aparelho pilossebáceo reage de forma intensa aos hormônios, e a gordura que vem dos poros se acumula como cravos ou espinhas. Esta característica da pele não muda, por isso a acne na fase madura da vida”, explica a dermatologista Ana Lúcia Recio, membro fundadora da Sociedade Brasileira de Laser e Cirurgia.
Já a acne que surge no susto quando a pessoa já está com seus 20 e tantos anos tem motivo hormonal e atinge muito mais as mulheres. “São quase sempre reações à produção de testosterona em pessoas com mais espaço nas glândulas sebáceas para a captação do hormônio masculino.”
Há casos hormonais que precisam de uma averiguação mais profunda, como a síndrome do ovário policístico. O uso frequente de cortisol também pode levar à acne tardia. Também existe o fato das mulheres se automedicarem “A mulher se automedica e, acaba usando produtos cosméticos e maquiagens inadequados para seu tipo de pele, por isso sofre mais de acne quando adulta.
A localização das lesões na mulher adulta é muito característica e acontece, principalmente, na região da mandíbula e queixo. Além disso, são inflamatórias, com pouca presença de cravos.

IMG_2789
A principal influência para a ocorrência da acne na mulher adulta é a presença de Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), que causa irregularidade menstrual. Pode estar, ou não, associada ao hiperandrogenismo – excesso de hormônios masculinos circulantes;
Também é frequente em mulheres obesas, diabéticas e que tenham síndrome metabólica; mulheres com história de acne na adolescência e que tenham pele oleosa são mais predispostas.

 

IMG_2787

IMG_2788
O tratamento pode ser feito com produtos tópicos, como retinoides, ácido azeláico, alfahidroxiácidos e peróxido de benzoíla ( consulte sempre o dermatologista. Não se automedique. Há uma grande probabilidade destes produtos promoverem sensibilidade à pele ). É importante lavar o rosto com sabonetes que controlem a oleosidade sem agredir a barreira cutânea. Além disso, a associação com contraceptivos hormonais combinados costuma ser muito útil ( consulto o ginecologista ).
Procedimentos clínicos podem ser realizados a fim de acelerar a melhora, porém, não substituem o tratamento convencional. Peelings químicos ajudam na resolução das lesões. Enquanto que terapias com lasers e luzes possuem ação anti-inflamatória.
A má alimentação influencia igualmente nas condições da pele. Frituras, açúcar, pão, arroz e batatas pioram espinhas e cravos. O mesmo vale para carnes e laticínios, devido aos hormônios aplicados nos animais. Produtos que contêm óleos em sua composição, como medicamentos, cosméticos, cremes e filtro solar, também podem causar ou piorar a pele acneica. Além disso, o excesso de sol influencia no surgimento da acne devido a produção excessiva de oleosidade.

Relação de fatores que contribuem para a volta da acne, ou o ínicio, pois até quem nunca teve espinhas na adolescência pode desenvolvê-las na fase adulta. Entre as possíveis causas estão:
* Anomalias ou alterações hormonais, como a síndrome dos ovários policísticos e a hiperplasia adrenal
* Estresse
* Má alimentação
* Tabagismo
* Exposição aos raios ultravioleta
* Pele com oleosidade excessiva: pode ser causada pela proximidade da menstruação
* Menopausa
* Gravidez
* Exposição excessiva ao sol
* Uso de determinados medicamentos e cosméticos
* Privação de sono
* Consumo de suplementos de academia e novos métodos anticoncepcionais, entre outros.

Tudo isso pode fazer com que o problema persista e tenha caráter prolongado.
No Brasil, atualmente, existem mais de 11 milhões de mulheres afetadas. “ Nos últimos 20 anos, houve um aumento considerável no número de incidência de acne na mulher adulta no mundo todo. Os estudos sugerem que esse crescimento se deu devido às novas rotinas da mulher, como a dupla jornada de trabalho e o aumento do estresse, por exemplo. Esse é um desafio também para a medicina.”

 

Biografia:

thumbnail

Michele K. B. Machado formou-se em Farmácia, no ano 2000, pela Universidade Metodista de Piracicaba. Focou seus estudos na gestão de pessoas e, no varejo farmacêutico, onde atuou nestes 18 anos de formação.
Sua responsabilidade profissional e, seu viés social proporcionaram verdadeiros cases de sucesso no cuidado à saúde da comunidade. Sempre pautada em orientações verticalizadas e socialmente necessárias contribuiu para a manutenção e geração de cuidado à saúde das comunidades em que esteve inserida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s