Saúde

Câncer de Próstata

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, Inca, estima-se que haverá cerca de 68 mil novos casos de câncer de próstata no Brasil em 2019. A detecção precoce do câncer é uma estratégia para encontrar o tumor em fase inicial e, assim, possibilitar melhor chance de tratamento. Se descoberto no início, o câncer de próstata tem até 90% de chances de cura. Todas as modalidades de tratamento são oferecidas, de forma integral e gratuita, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, Inca, estima-se que haverá cerca de 68 mil novos casos de câncer de próstata no Brasil em 2019. Embora seja uma doença bastante comum, por medo ou por desconhecimento, muitos homens preferem não conversar sobre esse assunto.
A próstata é uma pequena glândula localizada abaixo da bexiga e, à frente do reto. Só os homens a possuem e, é responsável pela produção de esperma, por isso tem função biológica relevante na fase reprodutora do homem.
À partir dos 40 anos, duas condições podem afetar uma grande parte dos homens: o câncer de próstata e a hiperplasia prostática benigna. São situações com origens e tratamentos totalmente diferentes.
A hiperplasia prostática benigna, como o próprio nome diz, é uma situação benigna, ou seja, não é câncer da próstata. Quando sintomática causa transtornos principalmente na micção. O paciente sente o jato urinário muito fraco e não consegue esvaziar completamente a bexiga e, em decorrência disto precisa ir diversas vezes ao banheiro ao longo do dia e da noite. Em casos avançados, pode haver obstrução total da uretra e retenção urinária. Nestes casos a sondagem urinária pode ser necessária. O tratamento, quando necessário, pode ser feito com remédios e cirurgia. A escolha da melhor técnica vai depender de uma análise cuidadosa de diversos fatores de cada paciente.
Já o câncer de próstata, na maioria das vezes, é assintomático e sua descoberta só pode ser feita com o exame físico do urologista (toque retal) associado a alguns exames adicionais como a dosagem de PSA no sangue, a ressonância magnética e a biópsia da próstata.
Todo paciente com sintomas sugestivos de alterações da próstata deve ser avaliado por um urologista. O exame de PSA, associado ao toque retal e a ultrassonografia da próstata são essenciais para o diagnóstico correto.
Cerca de 20% dos homens com câncer de próstata sintomático apresentam um PSA normal. Dependendo da região da próstata, o câncer também pode não ser palpável pelo toque retal. A melhor estratégia é realizar os dois exames, já que são complementares.
Os pacientes são aconselhados a realizarem seus exames anualmente ou até bianualmente, tudo dependendo do toque e idade do paciente sob investigação clínica. A sociedade americana de oncologia recomenda realizar exames a cada 2 anos para homens com PSA <2,5 ng/ml e anualmente para os homens cujo nível de PSA é = 2,5 ng/ml.
Atualmente tem se valorizado o valor do PSA para predizer a chance de câncer de próstata no futuro do paciente. Pacientes com PSA menor que 1 ng/ml tem chance menor que 5% de apresentarem câncer de próstata num seguimento de 10 anos.

Existem alguns fatores que podem aumentar as chances de um homem desenvolver câncer de próstata. São eles:
* Idade: o risco aumenta com o avançar da idade. No Brasil, a cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos.
* Histórico de câncer na família: homens cujo o pai, avô ou irmão tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos, fazem parte do grupo de risco.
* Sobrepeso e obesidade: estudos recentes mostram maior risco de câncer de próstata em homens com peso corporal mais elevado.
* Taxas de estrogênio: quanto maior a taxa, maior o risco.
* Uso de anabolizantes em altas quantidades ou por longos períodos, o que interfere na produção natural de testosterona.
* O diabetes pode afetar a ereção por alterar o funcionamento de artérias e nervos.
* Qualquer doença que afete o cérebro (como Alzheimer e Parkinson), a medula ou os nervos periféricos.
* Tabagismo: as substâncias do cigarro prejudicam as artérias e a circulação sanguínea.
* Etnia: negros têm maior incidência, enquanto descendentes asiáticos apresentam menor.
* Nível de poluição ambiental: contato com derivados de borracha e substâncias como ferro, cromo, chumbo e cádmio elevamos riscos

Já é comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais e, com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas não-transmissíveis. Nesse sentido, outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.
A detecção precoce do câncer é uma estratégia para encontrar o tumor em fase inicial e, assim, possibilitar melhor chance de tratamento. Se descoberto no início, o câncer de próstata tem até 90% de chances de cura. Todas as modalidades de tratamento são oferecidas, de forma integral e gratuita, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Biografia:

thumbnail

Michele K. B. Machado formou-se em Farmácia, no ano 2000, pela Universidade Metodista de Piracicaba. Focou seus estudos na gestão de pessoas e, no varejo farmacêutico, onde atuou nestes 18 anos de formação.
Sua responsabilidade profissional e, seu viés social proporcionaram verdadeiros cases de sucesso no cuidado à saúde da comunidade. Sempre pautada em orientações verticalizadas e socialmente necessárias contribuiu para a manutenção e geração de cuidado à saúde das comunidades em que esteve inserida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: